segunda-feira, 14 de maio de 2018

Livro é sempre um bom aprendizado

Livro foi feito para a gente aprender mais

Livro, sempre temos um que é aquele que vive na nossa estante marcado para reler outras vezes, não é verdade pessoal? Pelo menos é assim comigo quando separo um momento do dia para ler um bom livro, além de gostar muito e que já se tornou um hábito para mim.

Pensando assim eu fiz uma pequena seleção para que vocês possam dar uma boa leitura curtindo um pouco da nossa história nesses livros que narram um pouco do Brasil e quem vocês possam mais tarde pegar o gosto por uma boa leitura e comecem a escolher o livro que mais agrade a vocês.
Livro-de-Flavio-Morgenstern
Por Trás da Máscara. Do Passe Livre aos Black Blocs, as Manifestações que Tomaram as Ruas do Brasil.

Autor: Flavio Morgenstern.

Sobre: Livro de estreia, o autor executa no título promete: explica além das “jornadas de junho” de 2013 em si, o espírito da insurreição e o cenário e os interesses relacionados. através da sua cultura política com seu firme conhecimento do tempo histórico, leitura (e releitura) do noticiário e humor, investigando e esclarece aquelas onda de manifestações, rotuladas de histórica, mas que até hoje são incompreendida.
Livro-de-Guilherme-Fiuza
Que Horas Ela Vai?.

Autor: Guilherme Fiuza.

Sobre: O autor nos mostra o caminho de um dos períodos mais dramáticos da história recente: Brasil despencando governado por uma presidente paralisada.
Um perfeito diário da agonia da presidente escrito por Guilherme Fiuza mostrando o seu lado sarcástico, com cada fato e um comentário curto dele engraçado.

Escrito em “verbetes” (ordem alfabética) facilitando o local dos escândalos, mentiras e pessoas envolvidas.
Livro-de-Paulo-Schmidt
Guia Politicamente Incorreto dos Presidentes da República.

Autor: Paulo Schmidt.

Sobre:O livro narra a história do Brasil de maneira bem humorada para você saber quais os presidentes que influenciaram decisivamente o destino e o que fizeram do Brasil que a gente vive nos dias atuais.

Usa do sarcasmo do Politicamente Incorreta e com muitas ilustrações, o livro desafia de maneira divertida e inteligente mitos e verdades pré-concebidas.
Numa narração envolvente de personagens verdadeiros, mesmo que deem impressão de serem de mentira.
Livro-de-Leonardo-Avritzer
Impasses da Democracia no Brasil.

Autor: Leonardo Avritzer.

Sobre:Com linguagem simples o autor escreve do por que o molde de democracia no Brasil apoiado no presidencialismo foi ao limite e como a sociedade retornou às ruas para protestar.

Um livro ao contrário de um modo de fazer política, além das polêmicas entre esquerda ou direita. o autor Leonardo Avritzer escreve toda a história da democracia brasileira, da abertura (1986), até o impeachment da presidenta Dilma e com as denúncias de corrupção que envolveram o ex presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Abraços,
BrBão

Leia Mais ››

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Literatura de Cordel

Literatura de Cordel você conhece?

Literatura de cordel também conhecida no Brasil como folheto, é um gênero literário popular escrito frequentemente na forma rimada, originado em relatos orais e depois impresso em folhetos. Remonta ao século XVI, quando o Renascimento popularizou a impressão de relatos orais, e mantém-se uma forma literária popular no Brasil. 
Literatura-de-cordel
O nome tem origem na forma como tradicionalmente os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas, cordéis ou barbantes em Portugal. No Nordeste do Brasil o nome foi herdado, mas a tradição do barbante não se perpetuou: o folheto brasileiro pode ou não estar exposto em barbantes.
Literatura-professor-escritor-Marco-Haurélio
Alguns poemas são ilustrados com xilogravuras, também usadas nas capas. As estrofes mais comuns são as de dez, oito ou seis versos. Os autores, ou cordelistas, recitam esses versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola, como também fazem leituras ou declamações muito empolgadas e animadas para conquistar os possíveis compradores. Para reunir os expoentes deste gênero literário típico do Brasil, foi fundada em 1988 a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, com sede no Rio de Janeiro.
Literatura-cordel-sala-aula
  • História
A história da literatura de cordel começa com o romanceiro do Renascimento, quando se iniciou impressão de relatos tradicionalmente orais feitos pelos trovadores medievais, e desenvolve-se até à Idade Contemporânea. O nome cordel está ligado à forma de comercialização desses folhetos em Portugal, onde eram pendurados em cordões, chamados de cordéis.[1] Inicialmente, eles também continham peças de teatro, como as de autoria de Gil Vicente (1465-1536). Foram os portugueses que introduziram o cordel no Brasil desde o início da colonização.
  • Evolução no Brasil
Na segunda metade do século XIX começaram as impressões de folhetos brasileiros, com suas características próprias. Os temas incluem fatos do cotidiano, episódios históricos, lendas, temas religiosos, entre muitos outros.

Fonte: Wikipédia

Como vocês podem ver a cultura do nosso Brasil em cada região é bem diversificada nos proporcionando um a gama de conhecimentos e um dos exemplos é esse da literatura de cordel.

Abraços,
BrBão 

Leia Mais ››

domingo, 20 de novembro de 2016

O Brasil quer conhecer o Brasil

Brasil precisa conhecer o Brasil

Brasil precisa ser conhecido, então gente, duvido que você não queira conhecer um pouco mais do nosso Brasil, principalmente você que ainda não conhece, mande fotos ou imagens bacanas da sua cidade, do seu estado com o nome para que eu possa aqui no blog Brasil Bão divulgar, colocarei também o seu nome embaixo mostrando para que todos saibam quem me enviou.

É uma ótima oportunidade para nós do Brasil que ainda não tivemos a oportunidade de conhecer outros lugares lindos do nosso país, então não perca tempo e mostre sua cidade, seu estado, lugares bacanas de onde você nasceu ou vive me enviando nesse email aqui ⇒ raphaelmourao44@gmail.com.

Meu estado Rio de Janeiro, 😎alguns dos lugares bacanas da minha cidade.
Brasil-Aterro-do-Flamengo
Amanhecer no Aterro do Flamengo - RJ
Brasil-Museu-do-Amanhã
Museu do Amanhã - Região Portuária -RJ
Brasil-Bondinho-do-Pão-de-Açúcar
Bondinho do Pão de Açúcar - RJ

É isso pessoal, não querem conhecer mais do nosso Brasil com seus lugares lindos? Poucos conhecem ou não tiveram a chance, então vou ficar esperando a sua foto, imagem ou lugar da sua cidade que você ache bacana e que todos nós devemos conhecer, pois eu quero conhecer sua cidade e você não quer conhecer a minha?.

Abraços, 
BrBão
Leia Mais ››

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Santuário que precisamos incentivar

Elefantes agora tem o seu santuário, vocês sabiam?

Elefantes fora dos cativeiros e com um lugar exclusivo, Situado na Chapadas dos Guimarães (MT) surge o Santuário dos elefantes Brasil uma organização (nova) sem fins lucrativos visando cuidar e transformar as vidas e o futuro dos elefantes cativos da América do Sul.
Elefantes-santuário
Defensores interessados nessa causa no Brasil junto com a ElephantVoices desde janeiro de 2010 vem realizando um trabalho dando base em esforços legislativos em proibir a antiga prática de utilização de elefantes para espetáculos no Brasil.
Elefantes-lugar-exclusivo
Scott e Kat Blais ano 2012 formam uma união nesses esforços, aproveitar seus conhecimento, experiência capazes de ajudar a modificar a teoria em realidade, criando Global Sanctuary for Elephants (Santuário Global pra Elefantes), num convênio com especialistas e cidadãos interessados para dar fundamentalmente um passo em direção ao futuro.

O objetivo na criação do Santuário dos elefantes Brasil é tirar a teoria de anos e anos que eles (elefantes) deve-se manter em cativeiros por serem associados a recursos naturais, explorados por nós seres humanos satisfazendo nossas necessidades, exemplo clássico desse modo de pensar errado, observe que encontramos elefantes trabalhando atividades florestais, instituições religiosas, turismo, circos, zoológicos, fazendo esses animais reproduzirem em cativeiro.
Elefantes-protegidos
O Santuário dos elefantes Brasil quer acabar com o argumento de que os elefantes são adaptáveis a uma enorme gama de condições da natureza e mostrar para essas pessoas que apesar dessa argumentação, eles (elefantes) não se adaptam ao cativeiro, comprovando na evidente constatação que eles começam a sofrer de enfermidades físicas, mentais acabando por levar a uma morte prematura.

Sendo assim, conhecer e incentivar o Santuário dos Elefantes Brasil é mais uma tentativa de se salvar mais essa espécie animal.

Abraços,
BrBão

Leia Mais ››

. . .